Publicação 006/2013, de 09/02/2013.

Deixe um comentário

12/03/2013 por profcassianoblog

Autor: Prof. Cassiano Noimann Leal

– INFLAÇÃO: Já havia comentado há umas duas semanas atrás sobre o aumento dos combustíveis e o efeito cascata que causaria. Infelizmente acertei meus amigos! Fui ao mercado esta semana e fiquei surpreso: a dúzia de ovos que estava cerca de R$ 2,80, passou para R$ 3,30. O presunto que custava R$ 14,90 o Kg, passou para quase R$ 20,00 o Kg, frutas, verduras, arroz, feijão, carne… Ou seja: tudo subiu! A passagem de ônibus também subiu! A gasolina, o diesel (e o álcool que nem teve aumento governamental), também subiram… Então minha gente, preparem-se que a temida inflação, voltou!

– TECNOLOGIA A SERVIÇO DA POPULAÇÃO: Na semana passada recebi a visita de um casal de amigos em minha casa. Foi uma noite muito agradável. Porém, ao voltarem para sua casa, meus amigos foram abordados numa blitze do “balada segura”. Tudo certo, meu amigo que estava dirigindo soprou o bafômetro e deu 0,00 de consumo de álcool, mas como havia saído antes com outra pasta, esqueceu sua carteira de habilitação e o sargento responsável pela operação não deixou que buscássemos. Resultado: multa e apreensão do veículo. É legal, é o que diz a Lei conforme artigo 232 do Código de Trânsito Brasileiro, tendo em vista que não portava o documento obrigatório. Mas, ao mesmo tempo em que é legal penso que com todo o aparato tecnológico que dispomos hoje em dia, a legislação poderia (e deveria) ser revista. Se a brigadiana conferiu a identidade do meu amigo, comprovou através do sistema que ele é habilitado, que o veículo está em dia com os impostos, haveria necessidade de recolhimento do mesmo? Será que a legislação não muda apenas para o governo continuar arrecadando? Explico: se atualmente com a internet móvel e o sistema de polícia integrado, os policiais e agentes podem aferir se o cidadão é ou não habilitado, se sua habilitação está na validade, se o veículo está regular, qual a razão da exigência de um documento que comprove isso? Seria necessário, na realidade, apenas caso o sistema falhasse, uma maneira de comprovar a situação regular… Mas a exigência persiste e a emissão de um papel oficial (um documento de veículos que tem um custo ínfimo de confecção ao governo é repassado aos contribuintes a mais de 50 Reais). Talvez num futuro, ou num outro País com menos “fome” de taxas e impostos, cidadãos poderão se locomover e se identificar junto aos órgãos governamentais apenas por autenticação biométrica (íris, impressões digitais, voz), e comprovar através disso sua identidade e a propriedade de veículos, por exemplo. Mas, apesar de saber que os agentes apenas estavam cumprindo a legislação, é revoltante! Um mero esquecimento de um documento ocasionou a retenção do veículo por dois dias num depósito. Fica a ideia, e a esperança de no futuro termos Leis que propiciem um melhor serviço à população utilizando as tecnologias disponíveis.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: